Noticias
Maia vê cenário desfavorável para aprovar reforma
  • Maia vê cenário desfavorável para aprovar reforma

BRASÍLIA. O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), admitiu nessa quarta-feira (9) grandes dificuldades para a aprovação da reforma da Previdência na Casa. “O cenário não é fácil (…) Não é porque o cenário não é fácil que vamos desistir”, afirmou, após reunião na residência oficial do presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), na qual foi discutida o texto da medida provisória do Refis.

Apesar de não informar quando colocaria a proposta em votação, Maia defendeu a reforma previdenciária como uma medida para ajustar a economia brasileira. “Daqui a pouco a capacidade de investimento do Estado brasileiro vai ser zero. E aí a gente não vai mais estar discutindo 'ah, o deputado, para votar com o governo, liberou a emenda para o município xis'. Não vai ter nem dinheiro para isso”, disse.

Em maio, a comissão especial da Câmara que analisou a reforma da Previdência aprovou o texto do deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA). Agora, ele está pronto para ser votado pelo plenário, mas teve a tramitação paralisada após as denúncias contra Temer.

“Não depende só de mim, depende da capacidade de articulação dos líderes do governo. Eu me incluo entre eles, porque sou defensor da reforma da Previdência”, disse, ao ser questionado sobre a data em que pautaria o texto.

Deputados da base do governo têm defendido que, no atual contexto, a reforma não seja votada ou que seja pelo menos reduzida à aprovação de uma idade mínima para aposentadoria.

Maia disse que é “legítimo” que parlamentares declarem que não há condições de tocar a reforma. “É melhor que eles falem. Eu disse desde o dia da votação da denúncia (contra o presidente Temer) que o resultado da denúncia mostrava que tínhamos um longo caminho”, disse. Nos bastidores, líderes da base aliada avaliam que a principal resistência em votar uma medida impopular como a Previdência é a proximidade das eleições de 2018.

Refis. Maia se reuniu com Eunício Oliveira, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e parlamentares para discutir o texto do Refis. O programa de renegociação de dívidas com o Fisco é a principal arma do governo para ampliar a arrecadação deste ano e diminuir o rombo no Orçamento.

A comissão que analisou a medida provisória enviada pelo governo fez profundas mudanças no texto, inclusive com aumento do desconto nos juros e multas para até 99%.

Agora, a intenção é construir um acordo dos parlamentares com a equipe econômica do governo antes de colocar o texto em votação no plenário. Para isso, foi criado um grupo de senadores e deputados para negociar com o Ministério da Fazenda.

Agosto. Em entrevista em julho, Maia afirmou que se a reforma da Previdência não começar a ser votada até o final deste mês será muito difícil aprová-la no atual mandato.


O Tempo/Liberdade FM - Foto - Divulgação

10/08/2017/ 10:22:08
Outras Notícias
  • Bancos não oferecem consignado com garantia do FGTS; linha foi liberada em abril
Bancos não oferecem consignado com garantia do FGTS; linha foi liberada em abril
14/08/2017/ 10:43:53

Anunciado em abril pelo governo como nova opção de crédito e uma alternativa para o trabalhador trocar uma dívida cara por outra mais barata, o crédito consignado com o saldo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) como garantia ainda é promessa e não está sendo oferecido pelos bancos.O c...

  • Contratação de Paulinho é a quarta mais cara da história do Barcelona
Contratação de Paulinho é a quarta mais cara da história do Barcelona
14/08/2017/ 10:41:32

Aida de Paulinho para o Barcelona, confirmada nesta segunda-feira, se tonará a quarta maior transferência da história do clube catalão em valores absolutos. O valor de € 40 milhões pago ao Guangzhou Evergrande só é superado por Neymar, contratado ao Santos em 2013 por € 88,2 milhões, Luis Suárez, que deixou o L...

  • Corrida ao Senado: partidos já se mobilizam para as vagas de Aécio e Zezé Perrela
Corrida ao Senado: partidos já se mobilizam para as vagas de Aécio e Zezé Perrela
14/08/2017/ 10:38:28

A pouco mais de um ano das eleições, a corrida às duas vagas que serão disputadas no Senado em 2018 ganha cada vez mais força, e os partidos começam a se mobilizar para o pleito, que promete ter uma concorrência acirrada.Com a tendência de que Aécio Neves (PSDB) e Zezé Perrela (PMDB), que atualmente ocupam duas das ...

  • Moradores denunciam falta de água e Daepa diz que situação já está sendo normalizada
Moradores denunciam falta de água e Daepa diz que situação já está sendo normalizada
14/08/2017/ 10:36:36

PATROCÍNIO (MG) - Vários usuários ligaram para a redação do Patrocínio Online reclamando de falta de água nos em alguns pontos da cidade. As ligações, mensagens de WhatsApp e e-mail vieram principalmente dos Bairros Dona Diva e Morada Nova I e II.Segundo uma moradora a água chegou as 11 horas desse sábado ...

  • Forças Armadas sofrem corte de 44% dos recursos
Forças Armadas sofrem corte de 44% dos recursos
14/08/2017/ 10:29:23

Em meio à discussão da mudança da meta fiscal e de corte de gastos, as Forças Armadas pressionam pela recomposição no Orçamento, que nos últimos cinco anos sofreu redução de 44,5%. De 2012 para cá, os chamados recursos "discricionários" caíram de R$ 17,5 bilhões para R$ 9,7 bilhões. Os valores não incluem gastos obr...

  • 'Menino do Acre' reaparece e nega que sumiço seja jogada de marketing
'Menino do Acre' reaparece e nega que sumiço seja jogada de marketing
14/08/2017/ 10:26:51

Na última sexta-feira (11), chegou ao fim o mistério do “menino do Acre”: Bruno Borges voltou para casa dos pais, em Rio Branco, depois de quatro meses e meio desaparecido. Antes de sumir, o estudante de psicologia espalhou inscrições enigmáticas pelo próprio quarto. Ele diz que o objetivo dele com isso tudo er...