Gospel
Países islâmicos exigem que ONU reconheça Palestina e divida Jerusalém
  • Países islâmicos exigem que ONU reconheça Palestina e divida Jerusalém

A Liga Árabe, união política de 22 nações de governo islâmico, está preparando uma “ofensiva diplomática” cujo objetivo é fazer a Organização das Nações Unidas (ONU) reconhecer a Palestina como nação. Isso incluiria decretar Jerusalém Oriental como sua capital, afirmou o ministro das Relações Exteriores da Jordânia, Ayman Safadi.

Os chanceleres de Egito, Marrocos, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Palestina e Jordânia reuniram-se em Omã. O objetivo é gerar um movimento de oposição à decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de reconhecer Jerusalém como capital de Israel. Eles sabem que o domínio islâmico na ONU está consolidado, tendo em vista as constantes resoluções aprovadas na entidade contra Israel.

A questão da mudança de status de Jerusalém já foi votada no Conselho de Segurança da ONU em 18 de dezembro, quando Washington precisou usar seu poder de veto. O assunto foi levado para a Assembleia Geral da ONU, onde 128 países decidiram torná-la “nula e sem efeito”. Mesmo assim, Trump não voltou atrás.

Após o encontro deste sábado (6) o secretário-geral da Liga Árabe, Ahmed Abul Gheit anunciou a realização de uma “reunião ministerial ampliada” no fim de janeiro. Por sua vez, o rei Abdullah II, da Jordânia, disse que a questão de Jerusalém é fundamental para “um acordo de paz justo e duradouro” entre palestinos e israelenses. Para ele, a mediação dos EUA está ameaçada pelo viés israelense demonstrado pelo atual presidente, mas não disse que poderia assumir esse papel.

A Jordânia é o país responsável por atuar como “guardiã dos lugares sagrados do Islã” e desde 1967 tem o controle do Monte do Templo. Para os jordanianos, a decisão de Trump é “uma violação do direito internacional”. O ministro Safadi insiste que “segundo as leis internacionais, Jerusalém é um território ocupado”.

“Tentaremos obter (…) [na ONU] o reconhecimento de um Estado palestino, com Jerusalém Oriental como sua capital, obedecendo a delimitação das fronteiras de junho de 1967”, afirmaram os representantes da Liga Árabe. A posição anunciada agora repete o que foi decidido na cúpula extraordinária da Organização para a Cooperação Islâmica (OCI), em Istambul, dia 13 de dezembro, sob a liderança do presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan.

Atualmente, a Palestina, um estado não contíguo, que reúne a Faixa de Gaza e a Cisjordânia, possui o status de “estado observador” e não é reconhecida como nação pela maioria dos países. O Brasil foi o primeiro país não islâmico a hospedar uma embaixada pelestina em seu território.

O reconhecimento pela ONU da Palestina como uma nação independente resultaria em uma disputa armada pelos territórios disputados com Israel. Caso sejam observadas as linhas de demarcação de 1967, Jerusalém seria necessariamente dividida em duas.

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu já declarou diversas vezes que seu país não abriria mão de Jerusalém, que completou 50 anos de unificação em 2017. Após o final da Guerra dos Seis Dias, em 1967, Israel retomou da Jordânia a porção ocidental da cidade. Com informações de Times of Israel

Gospel Prime/Liberdade FM - Foto - Divulgação

08/01/2018/ 09:33:59
Outras Notícias
  • Arautos do Rei apresenta dois novos integrantes
Arautos do Rei apresenta dois novos integrantes
08/01/2018/ 09:47:21

O ano novo trouxe mudanças na formação do quarteto que já tem mais de 50 anos de história. A novidade está na inserção de dois novos componentes, sendo um deles o baixo Robson Rocha, que foi nomeado em 21 de dezembro de 2017 e Fernando Junior, eleito segundo tenor em 6 de dezembro do mesmo ano.O quarteto já foi alte...

  • Pastor diz que Pabllo Vittar “não canta nada que preste”
Pastor diz que Pabllo Vittar “não canta nada que preste”
08/01/2018/ 09:46:00

Durante Cruzada na igreja Missionária o Bom Samaritano Cedro, em Pernambuco, o cantor Samuel Mariano criticou o artista Pabllo Vittar. Segundo ele, o drag queen não canta nada que preste e mesmo assim está sendo reconhecido como um dos melhores cantores do Brasil. Com isso, a igreja está sendo afetada de forma negat...

  • Tonzão diz que “foi pro mundo” e voltará ao funk: “Sei que é errado”
Tonzão diz que “foi pro mundo” e voltará ao funk: “Sei que é errado”
08/01/2018/ 09:44:30

Tonzão Chagas desabafou nas redes sociais: “Galera agora minha vida traçou novos rumos!”. A publicação foi feita em sua página oficial no Facebook, onde o cantor exige respeito e confirma estar deixando a vida cristã e voltando a ser funkeiro. No entanto, ele ressalta que servir a Deus foi a melhor coisa que lh...

  • Em clima de campanha, Meirelles é apresentado em igreja como “milagreiro”
Em clima de campanha, Meirelles é apresentado em igreja como “milagreiro”
08/01/2018/ 09:43:03

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD), esteve nesta sexta-feira (5) em um evento da igreja evangélica Sara Nossa Terra, em Brasília.Ele foi apresentado como o responsável pelo “maravilhoso milagre da economia brasileira”. Em um breve discurso, nada modesto, o ministro disse que seu trabalho foi fundamental...

  • Pr. Lucas lança videoletra de “Extraordinário”
Pr. Lucas lança videoletra de “Extraordinário”
02/01/2018/ 09:32:15

Pr. Lucas lançou na ultima semana a videoletra da música “Extraordinário”, que foi composta em parceria com sua esposa Thaisa. Gravado na cidade de Niterói no estado do Rio de Janeiro, o vídeo foi dirigido por Felipe Arcanjo e produzido pela Miracle Studios.A canção faz parte do álbum “Pintor do Mundo” – tercei...

  • Felipe Valente apresenta mais uma canção do seu DVD
Felipe Valente apresenta mais uma canção do seu DVD
02/01/2018/ 09:31:16

Felipe Valente lançou na ultima sexta no seu canal do YouTube/Vevo mais uma prévia do que será o seu DVD “Reversos – Ao vivo”. A música disponibilizada foi “Canção de quem fica”, que é inspirada na parábola do Filho Pródigo. Entretanto, Felipe aborda o ponto de vista do pai e os sentimentos de quem é abandonada...