Noticias
STJ arquiva quarta investigação contra Fernando Pimentel em um ano
  • STJ arquiva quarta investigação contra Fernando Pimentel em um ano

Por decisão do ministro Herman Benjamin, relator do caso, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) arquivou nesta quinta-feira um dos inquéritos da operação Acrônimo que apurava a participação do governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT) em um suposto esquema nos ministérios da Cultura e da Saúde para a contratação dos serviços da Gráfica e Editora Brasil, pertencente a Benedito de Oliveira Neto, o Bené.

Esta é a quarta investigação contra Pimentel arquivada em menos de um ano no STJ. Apesar das vitórias em sequência, o governador ainda responde a mais dois inquéritos e três denúncias, sendo uma delas já recebida pela Corte.

Na decisão desta quinta, o ministro Herman Benjamin afirmou “inexistirem fatos suficientes para o prosseguimento de persecução penal”. O pedido de arquivamento foi feito pelo Ministério Público Federal (MPF).

“A própria Procuradoria Geral da República (PGR) reconheceu que nada há na investigação que ligue os fatos a Pimentel, ainda que se os considere verdadeiros, o que também não está comprovado”, disse Eugênio Pacelli, advogado do governador.

O defensor ressaltou ainda que, a partir da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que limitou o foro privilegiado, todos os inquéritos a ações que tramitam contra governadores no STJ tendem a ir para a primeira instância.

Outros casos

Em junho do ano passado, a Corte Especial do STJ já havia arquivado por unanimidade, uma ação penal apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) contra Fernando Pimentel. Nela, ele era acusado de ter superfaturado em R$ 5 milhões uma licitação para a instalação de câmeras no município de Belo Horizonte, quando era prefeito da cidade, em 2004.

Na ocasião, o ministro Og Fernandes, relator do caso, alegou “absoluta falta de provas” e “ausência de justa causa” para rejeitar a denúncia do MPF. Os demais ministros concordaram.

Em agosto, por decisão do ministro Raul Araújo, acolhendo pedido do Ministério Público, a Corte arquivou uma sindicância contra Pimentel que apurava suposta obstrução às investigações da operação Lava Jato. A sindicância havia sido aberta quatro meses antes, com base nas delações da Odebrecht, a pedido do ministro Edson Fachin, relator da operação no Supremo Tribunal Federal (STF).

Em suas delações, os executivos João Carlos Mariz Nogueira e Marcelo Odebrecht afirmaram ter pedido a Pimentel, então ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, que ele informasse à presidente Dilma Rousseff que a empreiteira estava preocupada com os rumos da Lava Jato. À época, o petista era ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Já em fevereiro deste ano, o Superior Tribunal de Justiça arquivou investigação em que Fernando Pimentel era acusado de receber pagamento “não oficial” envolvendo a campanha de Patrus Ananias (PT) à prefeitura de Belo Horizonte, em 2012. Também naquele caso o processo foi arquivado a pedido da Procuradoria Geral da República (PGR). 

A apuração, que estava sob a supervisão do ministro Humberto Martins, havia sido iniciada a partir da delação da empresária Mônica Moura, mulher do ex-marqueteiro do PT João Santana, que disse que Pimentel viajou em jatinho carregando uma maleta com R$ 800 mil para o pagamento “não oficial” à campanha de Patrus.


O Tempo/Liberdade FM - Foto - Divulgação

11/05/2018/ 09:38:58
Outras Notícias
  • Licenças sem justificativa custam ao Senado quase R$ 1,5 milhão em 3 anos, aponta levantamento
Licenças sem justificativa custam ao Senado quase R$ 1,5 milhão em 3 anos, aponta levantamento
18/05/2018/ 10:06:16

Em pouco mais de três anos da atual legislatura, quase todos os senadores utilizaram a chamada "licença para atividade parlamentar", que permite faltar a uma sessão deliberativa sem apresentar justificativa e sem desconto no salário.Segundo levantamento do G1, nesse período, 76 senadores atualmente no exercício...

  • Platini cita
Platini cita "pequena trapaça" para que França pegasse Brasil na final em 1998
18/05/2018/ 09:53:36

A derrota do Brasil para a França na final da Copa do Mundo de 1998, com o mistério sobre o mal estar de Ronaldo horas antes, já foi motivo para suspeitas e muitas teorias de conspiração desde então. E Michel Platini confirmou que houve uma "pequena trapaça" por parte da organização daquele Mundial - mas muito antes...

  • Príncipe Charles levará Meghan Markle ao altar
Príncipe Charles levará Meghan Markle ao altar
18/05/2018/ 09:51:31

O príncipe Charles, pai do príncipe Harry, levará a atriz Meghan Markle até o filho no altar da capela do Castelo de Windsor no próximo sábado (19). Harry e Meghan se casarão diante de 600 convidados na capela de São Jorge.Até o momento não se sabia quem levaria Meghan até o altar, porque se...

  • Ao decretar prisão de Dirceu, juíza alerta para 'processos sem fim'
Ao decretar prisão de Dirceu, juíza alerta para 'processos sem fim'
18/05/2018/ 09:49:30

Ao mandar prender o ex-ministro José Dirceu (Casa Civil/Governo Lula), a juíza Gabriela Hardt, substituta do juiz Sérgio Moro, afirmou que "a execução após a condenação em segundo grau impõe-se sob pena de dar causa a processos sem fim e a, na prática, impunidade de sérias condutas criminais". A magistrada determino...

  • Estudantes têm até hoje para se inscrever no Enem; prova será em novembro
Estudantes têm até hoje para se inscrever no Enem; prova será em novembro
18/05/2018/ 09:47:56

Termina nesta sexta-feira (18) às 23h59 (horário de Brasília) o prazo para os estudantes se inscreverem no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018. As inscrições são feitas pela internet, na página do participante.Mesmo os candidatos que pediram a isenção da taxa do Enem devem fazer a inscrição para a prova. P...

  • Principal alvo de megaoperação contra pedofilia é preso em Uberlândia
Principal alvo de megaoperação contra pedofilia é preso em Uberlândia
18/05/2018/ 09:45:28

A Polícia Civil prendeu  na manhã de hoje (17), em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, o alvo número um da operação Luz da Infância 2, que ocorre em 24 Estados e no Distrito Federal. O homem de alto poder aquisitivo é advogado e tem 26 anos. De acordo com a polícia, com ele foram encontrados pelo menos,...