Noticias
MP aponta gasto de R$ 520 mil acima da renda de Wellington Magalhães
  • MP aponta gasto de R$ 520 mil acima da renda de Wellington Magalhães

O vereador afastado Wellington Magalhães (PSDC) registrou, de 2010 a 2016, gastos de R$ 1,594 milhão, R$ 520 mil a mais do que os rendimentos obtidos pelo parlamentar no período. Esses dados, que excluem as aquisições patrimoniais, constam da denúncia oferecida pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), na última quarta-feira, contra o ex-presidente da Câmara Municipal de Belo Horizonte.

A denúncia, produzida com base em investigações da Polícia Civil e em levantamentos feitos pelo próprio Ministério Público, ressalta que o parlamentar possuía remuneração bruta de R$ 15.066,59, caindo para R$ 8.491,39 líquidos mensais, o que seria incompatível com o padrão de vida que levava, bem como com as aquisições patrimoniais que fez no período.

Entre os bens conquistados estão um veículo Evoque Dinamique, um Jeep Cherokee, cotas da empresa Pampulha Depilação a Laser e uma casa situada na avenida Otacílio Negrão de Lima, na Pampulha. 

“Quanto à luxuosa mansão, situada na avenida Otacílio Negrão de Lima, esclareceram os peritos que o valor do imóvel, utilizado como base de cálculo para apuração do ITBI/ITCD, foi de R$ 1.374.107,88. No entanto, o imóvel foi registrado por R$ 960.000,00, valor este bem inferior não apenas em relação à base de cálculo, mas também em relação ao valor de mercado do bem”, destaca a denúncia.

O Ministério Público considera que as cifras podem ser bem maiores, tendo em vista que muitas despesas do núcleo familiar de Wellington Magalhães não foram incluídas no laudo.

“Quanto às despesas do núcleo familiar, importante salientar a existência de outros dispêndios devidos pelos denunciados Wellington Magalhães e Kelly Jaqueline (mulher do parlamentar) e não incluídos no laudo pericial, por não constarem em seus dados fiscais e bancários”, diz trecho da denúncia.
Entre as despesas que não teriam sido declaradas estão gastos médicos, com dentistas, planos de saúde, salário de empregados domésticos, além de casa e lote no condomínio Aldeias do Lago, em Esmeraldas, na Grande BH.

As filhas de Wellington, também ouvidas na fase de investigação, admitiram que não trabalham e não fazem estágio remunerado. Portanto, não têm fonte de renda. Uma delas cursa medicina, pagando mensalidade de aproximadamente R$ 7 mil, e a outra faz direito, também em escola particular, com mensalidade de cerca de R$ 2 mil.

Segundo o Ministério Público, os gastos com ambas eram arcados por Wellington Magalhães. “Comprovando este fato, foram localizados no gabinete do denunciado na CMBH recibos de pagamentos de escola das filhas em nome dele”, revela o documento.

Procurada, a defesa de Wellington Magalhães não se manifestou ontem sobre as denúncias.

 


Promotores apuram também ‘embaraço’ às investigações

Além das investigações sobre lavagem de dinheiro, a denúncia do Ministério Público trata ainda do crime de embaraço às investigações e de infração penal que envolva organização criminosa. 

Segundo o Ministério Público, Wellington Magalhães, a esposa, Kelly, e o assessor, Rodrigo Dutra, teriam tentado impedir que a Polícia Civil realizasse o trabalho durante a Operação Santo de Casa, deflagrada em 6 de dezembro de 2016. 

O documento afirma que os policiais cumpriram mandados de busca e apreensão e condução coercitiva dos denunciados, entre eles Wellington Magalhães e, ao chegarem à mansão do vereador, “verificaram que seus proprietários não se encontravam e que o interior do imóvel estava totalmente assepsiado, sem qualquer material a ser arrecadado, valendo destacar que, inclusive, o cofre existente no interior da residência foi encontrado aberto e vazio”.

Além disso, um vigia informou aos investigadores que havia recebido ordem de Wellington para fazer a guarda da residência.

Após interceptação telefônica, a polícia concluiu que o vereador teria recebido informações privilegiadas sobre a realização da operação de busca e apreensão e tentou, por isso, dificultar as apurações, que investigavam crimes de corrupção ativa, passiva, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro envolvendo organização criminosa. 

O documento aponta ainda que os envolvidos foram responsáveis por remover e ocultar diversas provas de interesse da investigação, “seja deslocando, para local incerto e não sabido, provas materiais dos crimes, seja prestando auxílio material sem o qual a empreitada criminosa não seria consumada.”


Hoje em Dia/Liberdade FM - Foto - Divulgação

11/05/2018/ 09:46:13
Outras Notícias
  • Bolsonaro e Haddad intensificam as agendas a 13 dias do segundo turno
Bolsonaro e Haddad intensificam as agendas a 13 dias do segundo turno
15/10/2018/ 09:41:53

A 13 dias do segundo turno das eleições, os candidatos à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) intensificam as agendas de campanha, seguindo estilos distintos. Bolsonaro aguarda a próxima quarta-feira (18) para definir o roteiro de viagens e se irá participar de debates.Já Haddad estar...

  • Bolsonaro diz que não ameaça democracia
Bolsonaro diz que não ameaça democracia
15/10/2018/ 09:40:38

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, passou o domingo (14) em casa, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, e teve compromissos públicos.No começo da noite, ele fez uma transmissão ao vivo pela internet, ao lado da mulher, Michele, e de duas professoras de libras -- língua brasileira de s...

  • Príncipe Harry e Meghan Markle anunciam que esperam 1º filho
Príncipe Harry e Meghan Markle anunciam que esperam 1º filho
15/10/2018/ 09:36:57

O Palácio de Kensington anunciou na manhã desta segunda-feira (15) que a duquesa de Sussex Meghan Markle, mulher do príncipe Harry, está grávida do primeiro filho, que deve nascer na primavera de 2019 no Reino Unido (outono no Brasil).O anúncio foi feito no Twitter oficial do palácio de Kensingnton no dia em que o d...

  • Coreias concordam em reconectar estradas e ferrovias
Coreias concordam em reconectar estradas e ferrovias
15/10/2018/ 09:35:15

As Coreias do Norte e do Sul concordaram nesta segunda-feira (15) em começar a reconectar ligações ferroviárias e rodoviárias, em mais um passo na melhoria de relacionamento que os Estados Unidos temem minar os esforços para pressionar Pyongyang a abdicar de seu programa nuclear.O acordo sobre as conexões de transpo...

  • STF ordena transferência de Acir Gurgacz ao DF para cumprir pena
STF ordena transferência de Acir Gurgacz ao DF para cumprir pena
15/10/2018/ 09:33:54

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou neste domingo (14) a transferência imediata do senador Acir Gurgacz (PDT-RO) para Brasília para início do cumprimento da pena. Ele está internado desde a quarta-feira (10), em Cascavel, no oeste do Paraná.Gurgacz foi condenado a 4 ...

  • Batida entre van e carreta deixa seis mortos e dez feridos na BR-381, em São Gonçalo do Rio Abaixo
Batida entre van e carreta deixa seis mortos e dez feridos na BR-381, em São Gonçalo do Rio Abaixo
15/10/2018/ 09:32:10

Um batida frontal entre uma van e uma carreta deixou seis pessoas mortas e ao menos dez feridos na madrugada desta segunda-feira (15), na BR-381, em São Gonçalo do Rio Abaixo, Central de Minas Gerais.Conforme boletim da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o grave acidente ocorreu na altura do km 388. Por causa da bati...