Noticias
Devedor no rotativo do cartão pagará taxa igual a de cliente regular
  • Devedor no rotativo do cartão pagará taxa igual a de cliente regular

A partir desta sexta-feira, (1), clientes inadimplentes no rotativo do cartão de crédito passam a pagar a mesma taxa de juros dos consumidores regulares. Em abril, uma resolução do Conselho Monetário Nacional (CMN) limitou e padronizou os juros para essa modalidade, regulamentando decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

O rotativo é o crédito tomado pelo consumidor quando paga menos que o valor integral da fatura do cartão. O crédito rotativo dura 30 dias. Após esse prazo, as instituições financeiras transferem a dívida para o crédito parcelado.

Até a nova regra entrar em vigor, os clientes que não pagavam pelo menos o valor mínimo da fatura em dia caíam na modalidade de rotativo não regular, com taxa de juros mais cara que a cobrada dos clientes adimplentes (regulares). Em abril, por exemplo, a taxa de juros do rotativo não regular era de 396,9% ao ano e a do regular, 238,7% ao ano, de acordo com dados do Banco Central (BC).

Inadimplentes e adimplentes

Pela nova regra, a taxa de juros do rotativo passa a ser única, tanto para inadimplentes quanto para adimplentes. Mas as instituições poderão cobrar multa e juros de mora, por atraso, como ocorre em qualquer outra operação de crédito. No caso de valores de crédito rotativo já parcelado, a taxa de juros deve ser a da operação de parcelamento.

Por decisão do STJ, os bancos podem cobrar 2% de multa (sobre a dívida total) e 1% ao mês de juros de mora em caso de inadimplência.

Segundo o BC, o objetivo da medida é alinhar as regras dos cartões às normas das demais operações de crédito, que preveem “a manutenção da taxa contratual original em situação de atraso no pagamento”.

Outra mudança definida pelo CMN é que o percentual de pagamento mínimo da fatura deixa de ser determinado em norma (15% até então) e poderá ser estabelecido por cada instituição em função de sua política de crédito e do perfil de seus clientes.

Pelas novas regras, a alteração de limites de crédito e do percentual de pagamento mínimo da fatura deve ser comunicada ao cliente, com, no mínimo, 30 dias de antecedência.

Saldo rotativo

De acordo com os dados do BC, o saldo do rotativo do cartão de crédito chegou a R$ 35,073 bilhões em abril. A maior parte desse valor (58%) era classificada como não regular (R$ 20,340 bilhões).

Em nota, a Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs) disse que a medida do CMN “é positiva para o consumidor, pois permitirá uma redução ainda maior dos juros do cartão de crédito”.

“A medida tende a aumentar a competitividade no setor e possibilita maior eficiência na gestão de risco e concessão de crédito por parte dos emissores de cartão, que passarão a ter maior controle na definição do percentual de pagamento mínimo da fatura”, acrescenta a nota.

Segundo a Abecs, o Banco Central e a associação têm realizado “inúmeras conversas para um melhor entendimento das particularidades desse mercado”. Segundo a associação, essas reuniões permitem ao órgão regulador “implantar medidas que ampliem a eficiência do setor e reduzam o custo de crédito ao consumo, porém com o cuidado de não afetar o equilíbrio do sistema”.


Hoje em Dia/Liberdade FM - Foto - Divulgação

01/06/2018/ 13:35:35
Outras Notícias
  • Veto dos EUA à Huawei é mais que um capítulo em guerra comercial
Veto dos EUA à Huawei é mais que um capítulo em guerra comercial
21/05/2019/ 09:49:29

O veto americano à chinesa Huawei representa mais que um capítulo na guerra comercial entre os dois países. É um golpe na infra-estrutura integrada da globalização e uma tentativa de recuperar a liderança no próximo salto tecnológico, rumo às redes sem fio de quinta geração, conhecidas pela sigla 5G.A Huawei é a mai...

  • Vale está em alerta máximo em Barão de Cocais
Vale está em alerta máximo em Barão de Cocais
21/05/2019/ 09:47:55

A mineradora Vale está em alerta máximo com a certeza de que o talude norte da Mina Gongo Soco, em Barão de Cocais, Região Central de Minas Gerais, vai se romper. A estrutura tem se movimentado de seis a 10 centímetros por dia e o paredão pode cair a qualquer momento.A Vale informou ao Ministério Público do estado n...

  • Bruce Dickinson será uma das atrações da Campus Party Brasília
Bruce Dickinson será uma das atrações da Campus Party Brasília
21/05/2019/ 09:44:35

A Campus Party Brasília vai ter um astro do rock como palestrante: Bruce Dickinson, vocalista do Iron Maiden, está entre os palestrantes confirmados para a terceira edição do evento, que ocorre entre os dias 19 e 23 de junho, no Estádio Nacional Mané Garrincha.Apesar de ser mais conhecido pela música, Dickinson...

  • Julgamento de Cristina Kirchner começa hoje na Argentina
Julgamento de Cristina Kirchner começa hoje na Argentina
21/05/2019/ 09:42:53

Cristina Kirchner, ex-presidente da Argentina, enfrenta o banco dos réus pela primeira vez nesta terça-feira (21), em Buenos Aires. Neste julgamento, ela responderá a acusações de corrupção em contratos durante o período em que esteve no poder, de 2007 a 2015.O julgamento intriga a Argentina porque o país está ...

  • Desigualdade de renda no país sobe e bate recorde, diz FGV
Desigualdade de renda no país sobe e bate recorde, diz FGV
21/05/2019/ 09:40:22

A desigualdade de renda dos brasileiros atingiu o maior patamar já registrado no primeiro trimestre de 2019. Segundo pesquisa do estudo do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV/IBRE), o índice que mede a desigualdade vem subindo consecutivamente desde 2015, e atingiu em março o maior patam...

  • Governo federal aprova mais 31 agrotóxicos; já são 169 no ano
Governo federal aprova mais 31 agrotóxicos; já são 169 no ano
21/05/2019/ 09:29:29

O Ministério da Agricultura formalizou nesta terça-feira (21) o registro de mais 31 agrotóxicos. No ano todo, já são 169 produtos autorizados.O número de defensivos aprovados no Brasil vem crescendo significativamente nos últimos três anos, fato que preocupa ambientalistas e profissionais da saúde. Em 2015...