Noticias
G-20 vê aumento da tensão comercial e pede mais diálogo entre países
  • G-20 vê aumento da tensão comercial e pede mais diálogo entre países

O documento final da reunião ministerial do G-20, grupo formado pelos países mais ricos do mundo, que terminou neste domingo, 22, na capital da Argentina, reconhece o aumento da tensão comercial na economia mundial, alerta para os crescentes riscos dessas tensões e de questões geopolíticas para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) e pede que os países ampliem o diálogo.

"Reconhecemos a necessidade de se intensificar o diálogo e as ações para reduzir os riscos e aumentar a confiança", afirma o texto, elaborado depois de dois dias de reunião em Buenos Aires. Na reunião realizada em março na Argentina, o comunicado não falou de tensões comerciais.

O documento do G-20 menciona que os países emergentes estão melhor preparados para lidar com o cenário externo mais adverso. Ao mesmo tempo, o texto destaca que estas economias enfrentam o desafio de ter que lidar com a maior volatilidade no mercado financeiro mundial e o risco das reversões dos fluxos de capital. Um relatório do Fundo Monetário Internacional (FMI) apresentado durante a reunião ressalta que somente em maio e junho, os emergentes tiveram fuga de US$ 14 bilhões de capital externo.

"O crescimento da economia mundial continua sendo robusto e o desemprego está no nível mais baixo em última década", observa o texto. "Contudo, o crescimento tem sido menos sincronizado recentemente e os riscos de curto e médio prazo aumentaram", destaca o texto. Entre estes riscos, o comunicado menciona "crescentes vulnerabilidades financeiras, as maiores tensões comerciais e geopolíticas", além de um crescimento estrutural fraco, sobretudo em alguns países avançados, e "desequilíbrios globais". "Vamos continuar monitorando os riscos", ressaltam os dirigentes do G-20.

O G-20 enfatiza no comunicado a necessidade de avanço nas reformas estruturais nos diversos países, como uma forma de se aumentar o crescimento potencial. Na reunião de março, os dirigentes se comprometem a não fazer desvalorizações cambiais competitivas de suas moedas que possam ter efeito adverso sobre a estabilidade financeira mundial. No texto divulgado neste domingo, 22, os dirigentes reafirmam esse compromisso.

Mais cedo, o secretário internacional da Fazenda, Marcello Estevão, destacou em entrevista à imprensa estrangeira que a discussão para se elaborar o comunicado final da reunião foi "cordial", embora tenha havido diferença de opiniões. "Todos concordamos que é preciso ter mais comércio", disse ele. "O que estamos pedindo em geral é que as partes que estão em desacordo conversem mais e briguem menos."

Hoje em Dia/Liberdade FM - Foto - Divulgação

23/07/2018/ 10:54:33
Outras Notícias
  • Maia diz que saída de Levy e de diretor do BNDES é 'covardia sem precedentes'
Maia diz que saída de Levy e de diretor do BNDES é 'covardia sem precedentes'
17/06/2019/ 13:35:28

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse na manhã desta segunda-feira (17) que a saída de Joaquim Levy da presidência do BNDES e do advogado Marcos Barbosa Pinto da diretoria de Mercado de Capitais do banco é "uma covardia sem precedentes".Levy pediu demissão neste domin...

  • Polícia investiga se morte do marido da deputada Flordelis foi cometida por alguém próximo da família
Polícia investiga se morte do marido da deputada Flordelis foi cometida por alguém próximo da família
17/06/2019/ 13:33:33

A Delegacia de Homicídios de Niterói colheu material dos cães da casa da deputada federal Flordelis, cujo marido, Anderson do Carmo, foi assassinado a tiros na madrugada deste domingo (16). O material foi enviado para exame toxicológico. A suspeita é a de que alguém próximo cometeu o crime.O objetivo do exame -...

  • GUROVITZ: Guedes preferiu Bolsonaro a Maia ao ajudar na queda de Levy
GUROVITZ: Guedes preferiu Bolsonaro a Maia ao ajudar na queda de Levy
17/06/2019/ 13:32:30

Ninguém ficou surpreso com o relatório apresentado pelo deputado Samuel Moreira para a reforma da Previdência. Nem com a reação imediata do ministro da Economia, Paulo Guedes, para quem a proposta ficou aquém do projeto de seus sonhos. O que surpreendeu quem conhece Guedes foi a forma como, dois dias depois, ajudou ...

  • Mulher de Ghosn diz não ver marido há meses e que pedirá ajuda de Bolsonaro
Mulher de Ghosn diz não ver marido há meses e que pedirá ajuda de Bolsonaro
17/06/2019/ 13:31:16

Carole Ghosn sabia que teria um caminho árduo pela frente quando começaram a surgir denúncias que a implicavam em crimes financeiros supostamente cometidos pelo marido, o brasileiro Carlos Ghosn, ex-presidente da Nissan.Me pintaram como a líder (do suposto esquema), alega. "Sou uma dona de casa que criou três filhos...

  • Aprovados no Sisu do 2º semestre devem efetivar matrícula até hoje
Aprovados no Sisu do 2º semestre devem efetivar matrícula até hoje
17/06/2019/ 13:29:39

Candidatos aprovados para uma das vagas do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do segundo semestre de 2019 têm até esta segunda-feira (17) para efetivar a matrícula na instituição de ensino. Se a matrícula não for feita, o estudante perde a vaga.Esta segunda (17) também é o último dia para o estudante indicar se que...

  • Dave Mustaine, vocalista do Megadeth, é diagnosticado com câncer na garganta
Dave Mustaine, vocalista do Megadeth, é diagnosticado com câncer na garganta
17/06/2019/ 13:28:31

Dave Mustaine, vocalista da banda de metal Megadeth, revelou nesta segunda-feira (17) que foi diagnosticado com câncer na garganta. O músico também anunciou o cancelamento de alguns shows em decorrência do tratamento.O Megadeth é uma das atrações do palco mundo do Rock in Rio no dia 4 de outubro. A organização do fe...