Noticias
Dólar opera em queda acima de 3% e chega a bater R$ 3,70
  • Dólar opera em queda acima de 3% e chega a bater R$ 3,70

O dólar opera em queda de mais de 3% nesta segunda-feira (8), após os resultados das eleições realizadas no domingo.

Às 9h40, a moeda norte-americana caía 3,2%, vendida a R$ 3,7315. Veja mais cotações.

Na mínima, o dólar atingiu R$ 3,7095, e na máxima, R$ 3,7614.

O Banco Central realiza nesta sessão leilão de até 7,7 mil swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares para rolagem do vencimento de novembro, no total de US$ 8,027 bilhões.

Se mantiver essa oferta diária e vendê-la até o final do mês, terá feito a rolagem integral.

Na última sessão, na sexta-feira (5), o dólar fechou em queda de 1,01%, vendida a R$ 3,8547. Foi o valor mais baixo desde o dia 9 de agosto (R$ 3,8023), repercutindo as últimas pesquisas eleitorais e após a divulgação dos dados do mercado de trabalho dos EUA.

Na semana passada, o dólar acumulou queda de 4,53%. Já no ano, a moeda tem valorização acumulada de 16,33%.

Variação do dólar em 2018

Diferença entre o dólar turismo e o comercial, considerando valor de fechamento

em R$dólar comercialdólar turismo (sem IOF)12/1210/119/130/18/221/22/313/322/33/412/423/43/514/523/54/613/622/63/712/723/71/810/821/830/811/0920/091/1033,253,53,7544,254,5

28/9
 dólar comercial: 4,0378

Fonte: Valor PRO

Ajustes nas perspectivas

Desde agosto, o dólar vinha se mantendo acima de R$ 4, em meio a incertezas sobre o cenário eleitoral e também ao cenário externo mais turbulento, o que faz aumentar a procura por proteção em dólar.

A expectativa de que a cautela iria predominar nos mercados antes do primeiro turno foi substituída por ajuste de posições nos últimos pregões, em meio ao resultado das últimas pesquisas eleitorais.

O mercado prefere candidatos com viés mais reformista e entende que aqueles com viés mais à esquerda não se enquadram nesse perfil. E, com o resltado das eleições, o mercado entende que o país poderá ser governado por alguém com o perfil que se enquadra na sua preferência.

As flutuações costumam ocorrer conforme cresce a procura pelo dólar ou oferta: se os investidores veem um futuro mais incerto ou arriscado, buscam comprar dólares como um investimento considerado seguro. E quanto mais interessados no dólar, mais caro ele fica.

Outro fator que pressiona o câmbio é a elevação das taxas básicas de juros nas economias avançadas como Estados Unidos e União Europeia, o que incentiva a retirada de dólares dos países emergentes. O mercado tem monitorado ainda a guerra comercial entre Estados Unidos e seus parceiros comerciais e a crise em países como Argentina e Turquia.

A projeção do mercado financeiro para a taxa de câmbio no fim de 2018 permaneceu em R$ 3,89 por dólar, segundo previsão de analistas de instituições financeiras divulgada por meio de boletim de mercado pelo Banco Central nesta segunda. Para o fechamento de 2019, ficou estável em R$ 3,83 por dólar.


G1/Liberdade FM - Foto - Divulgação

08/10/2018/ 09:49:24
Outras Notícias
  • Veto dos EUA à Huawei é mais que um capítulo em guerra comercial
Veto dos EUA à Huawei é mais que um capítulo em guerra comercial
21/05/2019/ 09:49:29

O veto americano à chinesa Huawei representa mais que um capítulo na guerra comercial entre os dois países. É um golpe na infra-estrutura integrada da globalização e uma tentativa de recuperar a liderança no próximo salto tecnológico, rumo às redes sem fio de quinta geração, conhecidas pela sigla 5G.A Huawei é a mai...

  • Vale está em alerta máximo em Barão de Cocais
Vale está em alerta máximo em Barão de Cocais
21/05/2019/ 09:47:55

A mineradora Vale está em alerta máximo com a certeza de que o talude norte da Mina Gongo Soco, em Barão de Cocais, Região Central de Minas Gerais, vai se romper. A estrutura tem se movimentado de seis a 10 centímetros por dia e o paredão pode cair a qualquer momento.A Vale informou ao Ministério Público do estado n...

  • Bruce Dickinson será uma das atrações da Campus Party Brasília
Bruce Dickinson será uma das atrações da Campus Party Brasília
21/05/2019/ 09:44:35

A Campus Party Brasília vai ter um astro do rock como palestrante: Bruce Dickinson, vocalista do Iron Maiden, está entre os palestrantes confirmados para a terceira edição do evento, que ocorre entre os dias 19 e 23 de junho, no Estádio Nacional Mané Garrincha.Apesar de ser mais conhecido pela música, Dickinson...

  • Julgamento de Cristina Kirchner começa hoje na Argentina
Julgamento de Cristina Kirchner começa hoje na Argentina
21/05/2019/ 09:42:53

Cristina Kirchner, ex-presidente da Argentina, enfrenta o banco dos réus pela primeira vez nesta terça-feira (21), em Buenos Aires. Neste julgamento, ela responderá a acusações de corrupção em contratos durante o período em que esteve no poder, de 2007 a 2015.O julgamento intriga a Argentina porque o país está ...

  • Desigualdade de renda no país sobe e bate recorde, diz FGV
Desigualdade de renda no país sobe e bate recorde, diz FGV
21/05/2019/ 09:40:22

A desigualdade de renda dos brasileiros atingiu o maior patamar já registrado no primeiro trimestre de 2019. Segundo pesquisa do estudo do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV/IBRE), o índice que mede a desigualdade vem subindo consecutivamente desde 2015, e atingiu em março o maior patam...

  • Governo federal aprova mais 31 agrotóxicos; já são 169 no ano
Governo federal aprova mais 31 agrotóxicos; já são 169 no ano
21/05/2019/ 09:29:29

O Ministério da Agricultura formalizou nesta terça-feira (21) o registro de mais 31 agrotóxicos. No ano todo, já são 169 produtos autorizados.O número de defensivos aprovados no Brasil vem crescendo significativamente nos últimos três anos, fato que preocupa ambientalistas e profissionais da saúde. Em 2015...