Noticias
Casa Branca suspende jornalista da CNN que discutiu com Trump
  • Casa Branca suspende jornalista da CNN que discutiu com Trump

A Casa Branca anunciou nesta quarta-feira (7) a suspensão da credencial do jornalista da "CNN" Jim Acosta, depois que de uma intensa discussão com o presidente americano, Donald Trump, durante uma coletiva de imprensa.

"O presidente Trump acredita na liberdade de imprensa e espera que façam perguntas difíceis a ele e a seu governo. No entanto, nunca vamos tolerar um jornalista que ponha as mãos em cima de uma mulher jovem que simplesmente tenta fazer seu trabalho como estagiária na Casa Branca", declarou em um comunicado a porta-voz da Presidência, Sarah Sanders, com relação ao momento em que Acosta confrontou a funcionária porque não queria soltar o microfone.

Uma associação que representa os jornalistas que cobrem a Casa Branca considerou inaceitável a medida tomada pelo Executivo americano.

"A Associação de Correspondentes da Casa Branca se opõe fortemente à decisão da administração Trump de usar credenciais de segurança do serviço secreto dos Estados Unidos como uma ferramenta para punir um repórter com quem tem um relacionamento difícil", reagiu o grupo em um comunicado. "Exortamos a Casa Branca a reverter imediatamente esta ação frágil e equivocada", acrescentou.


A coletiva na qual ocorreu o incidente se deu um dia depois das eleições legislativas de meio de mandato nos Estados Unidos.


Trump reagiu a uma pergunta da CNN sobre o tema da caravana de migrantes que avança para a fronteira dos EUA, originária da América Central.

Quando Acosta perguntou ao presidente se ele havia "demonizado os migrantes" durante a campanha para as eleições, Trump respondeu: "Não, quero que entrem no país. Mas têm que entrar legalmente".

Acosta insistiu: "Estão a centenas de milhas de distância. Isso não é uma invasão", disse, usando a palavra com qual que Trump havia definido o fluxo de migrantes.

Trump reagiu de modo contundente. "Honestamente, acho que você deveria me deixar dirigir o país. Você dirige a CNN, e se fizesse isso bem, sua audiência seria mais alta", disse Trump.

Irritado com Acosta, disse: "Já chega, abaixe o microfone", e se afastou do púlpito.

O jornalista da CNN se recusou a cumprir a ordem de entregar o microfone e se sentar, e continuou fazendo perguntas.

"A CNN deveria se envergonhar de ter você trabalhando para eles, você é grosseiro e uma pessoa horrível", disse o presidente.

Antes da pergunta seguinte, o jornalista da NBC Peter Alexander defendeu Acosta dizendo que era um "repórter diligente", e que isso despertou a ira de Trump.

"Tampouco sou seu fã. Para ser honesto, você não é o melhor", disse o presidente a Alexander. Trump voltou a se dirigir a Acosta. "Quando você informa notícias falsas, o que a CNN faz muito, você é inimigo do povo", afirmou.

Durante a coletiva, Trump também silenciou outra jornalista da CNN, April Ryan, quando ela tentava lhe fazer uma pergunta sem microfone.

Em um comunicado, a CNN considerou que "os ataques do presidente à imprensa foram longe demais". "Não são apenas perigosos, são preocupantemente antiamericanos", afirmou a emissora, que expressou seu apoio a Acosta e a "jornalistas de todos os lados".

Após os embates com os representantes de emissoras de televisão, o presidente acusou uma jornalista negra de ser "racista" por ter sido interrogado sobre sua retórica "nacionalista" que estimulou supremacistas brancos.

08/11/2018/ 09:52:23
Outras Notícias
  • Maia se irrita com Carlos Bolsonaro e ameaça 'abandonar' Previdência
Maia se irrita com Carlos Bolsonaro e ameaça 'abandonar' Previdência
22/03/2019/ 13:50:10

 (DEM-RJ), avisou ao ministro da Economia, Paulo Guedes, nesta quinta-feira (21) que deixará a articulação política pela reforma da Previdência. Maia tomou a decisão após ler mais um post do vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), com fortes críticas a ele. Irritado, o deputado telefonou para Guedes e disse que, se...

  • Tribunal diz que deve analisar pedidos de soltura de Temer
Tribunal diz que deve analisar pedidos de soltura de Temer
22/03/2019/ 13:43:03

O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) deve analisar, nesta sexta-feira (22), os pedidos de habeas corpus feitos pela defesa do ex-presidente Michel Temer (MDB). O caso está com o desembargador federal Ivan Athié.Relator do caso, Athié deve tomar uma decisão liminar — provisória — e depois submet...

  • Lama de Brumadinho chega a bacia do São Francisco
Lama de Brumadinho chega a bacia do São Francisco
22/03/2019/ 13:41:43

O temor de hidrologistas, ambientalistas e de quem depende das águas do Velho Chico se confirmou. É o que indica o relatório divulgado hoje, Dia Mundial da Água, pela Fundação SOS Mata Atlântica. De acordo com os dados levantados pelos técnicos da Fundação, a lama da Vale que causou morte e destruição em Brumad...

  • Diego posa de modelo, e Flamengo deseja estrear nova camisa já no clássico contra o Fluminense
Diego posa de modelo, e Flamengo deseja estrear nova camisa já no clássico contra o Fluminense
22/03/2019/ 13:38:11

“Quero ver no Diego!”, “A camisa vai ficar mais bonita na foto com o Diego”, “Não gostei tanto, mas quando o Diego vestir vou querer comprar”.As frases são apenas algumas das reações de torcedores ao novo uniforme número 1 do Flamengo ao longo da última semana. Pois então, o GloboEsporte.com teve acessos às imagens ...

  • Flamengo anuncia banco digital como seu patrocinador master até o fim de 2020
Flamengo anuncia banco digital como seu patrocinador master até o fim de 2020
22/03/2019/ 13:35:02

O Flamengo anunciou nesta sexta-feira seu novo patrocinador master, o banco digital BS2. O acordo vai até 2020, e o clube estima, "de forma conservadora", uma arrecadação anula superior a R$ 30 milhões. O contrato só entrará em vigor após análise e aprovação do Conselho Deliberativo.Uma imagem do protótipo de como f...

  • Economia insignificante na conta de luz; reajuste da tarifa terá pouco impacto no bolso
Economia insignificante na conta de luz; reajuste da tarifa terá pouco impacto no bolso
22/03/2019/ 13:33:31

A notícia de que o reajuste nas tarifas de energia das concessionárias nacionais seria 3,7% menor deixou muitos consumidores felizes. Especialistas alertam, no entanto, que a conta de luz vai continuar subindo e que o resultado é ínfimo, impactando em poucos pontos percentuais para baixo. “Não é motivo para comemora...