Noticias
Casa Branca suspende jornalista da CNN que discutiu com Trump
  • Casa Branca suspende jornalista da CNN que discutiu com Trump

A Casa Branca anunciou nesta quarta-feira (7) a suspensão da credencial do jornalista da "CNN" Jim Acosta, depois que de uma intensa discussão com o presidente americano, Donald Trump, durante uma coletiva de imprensa.

"O presidente Trump acredita na liberdade de imprensa e espera que façam perguntas difíceis a ele e a seu governo. No entanto, nunca vamos tolerar um jornalista que ponha as mãos em cima de uma mulher jovem que simplesmente tenta fazer seu trabalho como estagiária na Casa Branca", declarou em um comunicado a porta-voz da Presidência, Sarah Sanders, com relação ao momento em que Acosta confrontou a funcionária porque não queria soltar o microfone.

Uma associação que representa os jornalistas que cobrem a Casa Branca considerou inaceitável a medida tomada pelo Executivo americano.

"A Associação de Correspondentes da Casa Branca se opõe fortemente à decisão da administração Trump de usar credenciais de segurança do serviço secreto dos Estados Unidos como uma ferramenta para punir um repórter com quem tem um relacionamento difícil", reagiu o grupo em um comunicado. "Exortamos a Casa Branca a reverter imediatamente esta ação frágil e equivocada", acrescentou.


A coletiva na qual ocorreu o incidente se deu um dia depois das eleições legislativas de meio de mandato nos Estados Unidos.


Trump reagiu a uma pergunta da CNN sobre o tema da caravana de migrantes que avança para a fronteira dos EUA, originária da América Central.

Quando Acosta perguntou ao presidente se ele havia "demonizado os migrantes" durante a campanha para as eleições, Trump respondeu: "Não, quero que entrem no país. Mas têm que entrar legalmente".

Acosta insistiu: "Estão a centenas de milhas de distância. Isso não é uma invasão", disse, usando a palavra com qual que Trump havia definido o fluxo de migrantes.

Trump reagiu de modo contundente. "Honestamente, acho que você deveria me deixar dirigir o país. Você dirige a CNN, e se fizesse isso bem, sua audiência seria mais alta", disse Trump.

Irritado com Acosta, disse: "Já chega, abaixe o microfone", e se afastou do púlpito.

O jornalista da CNN se recusou a cumprir a ordem de entregar o microfone e se sentar, e continuou fazendo perguntas.

"A CNN deveria se envergonhar de ter você trabalhando para eles, você é grosseiro e uma pessoa horrível", disse o presidente.

Antes da pergunta seguinte, o jornalista da NBC Peter Alexander defendeu Acosta dizendo que era um "repórter diligente", e que isso despertou a ira de Trump.

"Tampouco sou seu fã. Para ser honesto, você não é o melhor", disse o presidente a Alexander. Trump voltou a se dirigir a Acosta. "Quando você informa notícias falsas, o que a CNN faz muito, você é inimigo do povo", afirmou.

Durante a coletiva, Trump também silenciou outra jornalista da CNN, April Ryan, quando ela tentava lhe fazer uma pergunta sem microfone.

Em um comunicado, a CNN considerou que "os ataques do presidente à imprensa foram longe demais". "Não são apenas perigosos, são preocupantemente antiamericanos", afirmou a emissora, que expressou seu apoio a Acosta e a "jornalistas de todos os lados".

Após os embates com os representantes de emissoras de televisão, o presidente acusou uma jornalista negra de ser "racista" por ter sido interrogado sobre sua retórica "nacionalista" que estimulou supremacistas brancos.

08/11/2018/ 09:52:23
Outras Notícias
  • Bolsonaro diz que filho cotado para embaixada tem 'vivência internacional' e 'frita hambúrguer'
Bolsonaro diz que filho cotado para embaixada tem 'vivência internacional' e 'frita hambúrguer'
16/07/2019/ 09:49:12

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (16) que o filho Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), cotado para assumir a embaixada do Brasil em Washington, tem experiência internacional, fala inglês e espanhol, e ainda sabe fritar hambúrguer.Antes de uma reunião com ministros, no Palácio da Alvorada, Bolsonaro não r...

  • Pistola encontrada na casa da deputada Flordelis foi usada na morte de pastor, confirma perícia
Pistola encontrada na casa da deputada Flordelis foi usada na morte de pastor, confirma perícia
16/07/2019/ 09:47:36

Um exame de confronto balístico confirmou que a arma encontrada na casa da deputada federal Flordelis foi usada na morte do pastor Anderson do Carmo. O crime completa um mês nesta terça-feira (16).O celular da vítima, considerado uma prova importante, ainda não apareceu.O resultado da perícia do Instituto ...

  • Flordelis usa a pulseira do marido que ela havia dito que sumiu
Flordelis usa a pulseira do marido que ela havia dito que sumiu
16/07/2019/ 09:46:01

O crime contra o pastor Anderson do Carmo, marido da deputada federal Flordelis (PSD), completa um mês nesta terça-feira (16). Dois filhos do casal permanecem presos suspeitos do crime ocorrido em Niterói. Trinta dias depois da execução, o celular do pastor permanece desaparecido.Os investigadores aguardam...

  • Estudante brasileiro é achado morto na China, diz Itamaraty
Estudante brasileiro é achado morto na China, diz Itamaraty
16/07/2019/ 09:43:30

O estudante gaúcho Leonardo Cláudio da Rosa foi encontrado morto na China, segundo confirmou nesta segunda-feira (15) a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e o Itamaraty. Ele era acadêmico do curso de Letras desde 2015, iniciou um intercâmbio em Pequim no segundo semestre do ano passado e retornaria no...

  • Terremoto danifica prédios e templos na Indonésia
Terremoto danifica prédios e templos na Indonésia
16/07/2019/ 09:41:42

Um terremoto de magnitude 5,7 atingiu Bali e outras ilhas na região central da Indonésia nesta terça-feira (16). Vários edifícios ficaram danificados e moradores entraram em pânico. Uma pessoa ficou ferida, de acordo com um primeiro balanço divulgado pela Agência Nacional de Gestão de Desastres (BNPB, sigl...

  • Missão espacial tripulada da SpaceX parece 'cada vez mais difícil' em 2019, diz executivo
Missão espacial tripulada da SpaceX parece 'cada vez mais difícil' em 2019, diz executivo
16/07/2019/ 09:40:10

Hans Koenigsmann, executivo da SpaceX, disse nesta segunda-feira (15) que o plano de enviar seres humanos para o espaço em 2019 parece "cada vez mais difícil". A companhia investiga os motivos da explosão de uma das cápsulas Crew Dragon durante um teste na Força Aérea da Flórida. O incidente ocorreu pouco antes...