Noticias
Apreensão de cigarro pirata mais que dobra nas rodovias federais de Minas
  • Apreensão de cigarro pirata mais que dobra nas rodovias federais de Minas

Nada menos que 4,7 milhões de maços de cigarro clandestinos foram apre-endidos nas estradas federais que cortam Minas, de janeiro à primeira quinzena de outubro deste ano. O contrabando mais que dobrou no Estado, na comparação com igual período de 2017, quando 2,1 milhões de embalagens foram recolhidas. 

Os dados são da Polícia Rodoviária Federal (PRF). A explosão dos flagrantes está ligada à extensão da malha rodoviária – a maior do país – que dá acesso às regiões Sul, Norte, Nordeste e Centro-Oeste. A PRF, porém, diz que a vigilância foi reforçada, possibilitando a retirada de circulação do produto altamente nocivo à saúde.

As investigações dos crimes são feitas pela Polícia Federal (PF). Conforme a corporação, mais de 90% dos cigarros que chegam ao Brasil são do Paraguai. Recentemente, 450 mil maços vindos do país vizinho foram apanhados na BR-381, em João Monlevade, na região Central de Minas.

Para burlar a fiscalização, criminosos utilizam caminhões com carroceria fechada e documentação falsa, como constatado pelos agentes da PRF no caso envolvendo o motorista detido em João Monlevade.

Chefe da PF em Uberlândia, no Triângulo, o delegado Carlos Henrique Cotta D’Ângelo diz que a maioria dos cigarros apreendidos em Minas tem como destino as capitais brasileiras. As entregas seriam concentradas nas regiões Sudeste, Nordeste e Norte.

Segundo o policial, as investigações ainda estão em andamento, mas até depósitos para armazenar a carga em cidades do Estado foram identificados. Os espaços visavam a facilitar a logística de atuação dos bandidos. 

Para o delegado, outro motivo que justifica o aumento das apreensões é a punição para o crime de contrabando, que varia de dois a cinco anos de cadeia. “A carga de cigarro é mais valiosa que uma de maconha, por exemplo. O indivíduo que transporta esse tipo de produto terá uma pena menor do que se fosse detido por tráfico de drogas. Na equação custo-benefício, o criminoso opta em fazer o contrabando”, afirma D’Ângelo.

Ações

Além da prisão dos envolvidos e recolhimento da carga, o caminhão ou veículo utilizado no delito é retido, reforça o chefe de operações da PRF, Fábio Mehanna. “Geralmente, todos transportam grandes quantidades de cigarros”, acrescenta.

Para o agente, os flagrantes cresceram devido à intensificação das ações nas rodovias. “Minas é um ponto estratégico. Às vezes, a carga não vai ser entregue em uma cidade do Estado, mas acaba passando por alguma região daqui. Esse número é resultado de uma dedicação e investimento no combate ao contrabando”.

Integração

Apesar do esforço no patrulhamento das rodovias, a atuação mais intensa pode estar sendo em vão. A afirmação é do pesquisador Felipe Zilli, do Núcleo de Estudos em Segurança Pública da Fundação João Pinheiro. Ele defende uma política no setor integrada com países vizinhos, principalmente o Paraguai.

O especialista diz que a ação poderia atingir a “raiz do problema”, reduzindo as estatísticas. “O mais viável é um trabalho de inteligência integrado para mapear e entender como funciona o esquema de emissão e distribuição até se chegar à receptação desses cigarros no Brasil”, alerta.

Ainda conforme Zilli, o aumento das apreensões também demonstra que a demanda pelo produto tem crescido. Para ele, investimentos em campanhas de prevenção ao fumo devem ser intensificadas. “Esta é uma abordagem do problema a ser explorada ainda mais, com a criação de outras medidas”, pontua.

A Polícia Federal conta com policiais em outros países por meio do programa de Adidância Policial. A reportagem questionou a corporação sobre a atuação desses agentes no combate ao envio de mercadorias irregulares, mas não obteve retorno.

“É um produto com muito mais possibilidade de produzir danos, como a ocorrência de variados tipos de câncer. Além do pulmão, outros órgãos do corpo, como os rins, também podem ser seriamente comprometidos” (André Murad, professor da UFMG)

 

Risco à saúde

Além de corroborar com o contrabando, quem faz uso dos cigarros pirata está exposto a sérios riscos à saúde. De acordo com André Murad, professor do Departamento de Clínica Médica da UFMG, a produção desse fumo conta com impurezas mais graves que os demais produzidos por aqui. Entre os materiais encontrados estão fungos, chumbo, manganês, níquel e até pedaços de insetos. 

“É um produto com muito mais possibilidade de causar danos, como a ocorrência de variados tipos de câncer”, garante o docente. “Além do pulmão, outros órgãos do corpo, como os rins, também podem ser seriamente comprometidos”, acrescenta Murad, que desenvolve estudos sobre a fabricação de cigarros paraguaios.

No Brasil, o Ministério da Saúde desenvolve peças publicitárias de prevenção ao tabagismo. Há, também, um programa nacional de controle incorporado ao Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca).

Comprador

Professor de direito penal da Faculdade Milton Campos, Luciano Lopes faz um alerta aos compradores e vendedores de mercadorias contrabandeadas. “Quem adquire para uso próprio ou para comercialização em massa pratica o contrabando, assim como a pessoa que faz a compra do produto sabendo que é de origem duvidosa”, explica. Quem for flagrado também pode receber pena que varia de dois a cinco anos de cadeia.

Patrulha

A Polícia Militar informou que monitora, por meio do serviço de inteligência, as estradas que competem ao patrulhamento da corporação, além da venda de produtos nas cidades. “Trabalhamos com análise criminal para ampliar as abordagens em horários de incidência dos crimes para conter o avanço da receptação”, diz o porta-voz da PM, major Flávio Santiago.

Contrabando cigarro


Hoje em Dia/Liberdade FM - Foto - Divulgação

03/12/2018/ 09:21:44
Outras Notícias
  • Governo de Macri entra em crise após derrota em prévias
Governo de Macri entra em crise após derrota em prévias
14/08/2019/ 10:51:53

Após a derrota eleitoral sofrida pelo presidente argentino Maurício Macri, seu governo se dividiu e entrou em crise.  Reportagem da jornalista Janaína Figueiredodo jornal O Globo informa que se instalou no governo Macri um debate entre setores que defendem mudanças na campanha e outros que consideram que d...

  • Presidente do PSL critica reforma tributária defendida por Maia
Presidente do PSL critica reforma tributária defendida por Maia
14/08/2019/ 10:46:38

O presidente do PSL, deputado federal Luciano Bivar (PE), criticou nesta quarta-feira (14), em conversa com o blog, as negociações para construir o texto da reforma tributária na Câmara dos Deputados.Bivar, que preside o partido do presidente Jair Bolsonaro, disse que a proposta da reforma tributária ...

  • Deputados articulam esvaziar ainda mais pacote anticrime de Moro
Deputados articulam esvaziar ainda mais pacote anticrime de Moro
14/08/2019/ 10:44:54

O grupo de trabalho da Câmara dos Deputados que analisa o pacote anticrime deve impor uma nova derrota o ministro da Justiça, Sergio Moro, nesta quarta-feira (14).Segundo o blog apurou, integrantes do grupo se articulam para retirar o chamado "excludente de ilicitude" e o "banco genético", p...

  • Catedral de Notre Dame ainda corre risco, alerta governo francês
Catedral de Notre Dame ainda corre risco, alerta governo francês
14/08/2019/ 10:42:41

A catedral de Notre Dame de Paris, que sofreu um incêndio em abril, registrou quedas de pedras durante a recente onda de calor que afetou a França e continua correndo o risco de desabamento, advertiu o governo francês nesta quarta-feira (14).O ministério da Cultura da França destacou a necessidade urgente ...

  • Dólar volta a bater R$ 4 com temor de desaceleração econômica global
Dólar volta a bater R$ 4 com temor de desaceleração econômica global
14/08/2019/ 10:41:17

O dólar opera em alta nesta quarta-feira (13), voltando a superar a barreira dos R$ 4, pressionado pelo cenário externo, com a contração da economia alemã e dados fracos industriais da China elevando os temores de uma desaceleração global, abandonando o otimismo da véspera após os Estados Unidos ...

  • Guedes quer dividir estrutura da Receita
Guedes quer dividir estrutura da Receita
14/08/2019/ 10:39:57

Brasília - O plano de governo para a Receita Federal prevê, além de transformar o órgão em uma agência ou autarquia, conforme revelado nesta terça-feira, 13, pelo Estado, dividi-lo em estruturas independentes. A avaliação na equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, é de que é preciso diminuir o poder da in...