Noticias
Previdência será apresentada com regime de capitalização, diz Guedes
  • Previdência será apresentada com regime de capitalização, diz Guedes

O ministro da Economia, Paulo Guedes, informou nesta terça-feira (8) que o governo incluirá na proposta de reforma da Previdência Social, a ser enviada ao Congresso em fevereiro, a previsão de um regime de capitalização.

A capitalização é uma espécie de poupança que o próprio trabalhador faz para assegurar a aposentadoria no futuro.

O regime atual é o de repartição, pelo qual o trabalhador ativo paga os benefícios de quem está aposentado.

"Eu acho que um sistema de capitalização, como estamos desenhando, é algo bastante mais robusto, é mais difícil, o custo de transição é alto. Mas estamos trabalhando para as futuras gerações", afirmou o ministro.

Paulo Guedes deu a declaração após se reunir com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, para discutir a proposta.

Na avaliação do ministro da Economia, a reforma formulada pelo governo Jair Bolsonaro é "profunda" e servirá para "democratizar" o sistema previdenciário, "acelerar" o ritmo de crescimento e "estimular" o aumento de produtividade.

De acordo com Paulo Guedes, o atual sistema está "condenado" – a previsão do governo é que as contas da Previdência registrem saldo negativo superior a R$ 300 bilhões neste ano.

"Então, nós estamos tentando justamente salvar as futuras gerações. 'Salvar' é um movimento duplo. Primeiro, você tem que salvar essa Previdência que está aí, mas, ao mesmo tempo, para as futuras gerações, você quer criar um novo regime trabalhista e previdenciário", disse o ministro.


MP para coibir fraudes

De acordo com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, será levada nesta quarta-feira (9) ao presidente Jair Bolsonaro o texto de uma medida provisória (MP) cujo objetivo será coibir fraudes previdenciárias.

De acordo com Paulo Guedes, o texto "contra fraudes e privilégios" vai gerar uma economia de R$ 17 bilhões a R$ 20 bilhões por ano.

Assim que for publicada, a MP terá força de lei, mas precisará ser aprovada pelo Congresso Nacional em até 120 dias para se tornar uma lei em definitivo.


G1/Liberdade FM - Foto - Divulgação

09/01/2019/ 09:18:56
Outras Notícias
  • Maracanã vai receber a final da Copa Libertadores de 2020
Maracanã vai receber a final da Copa Libertadores de 2020
18/10/2019/ 09:57:30

- Nós vamos preparar um espetáculo também para quem não for ao jogo, com fan fests e outras atrações. Em vez das 76 mil pessoas que forem ao estádio, será uma festa para 200 mil pessoas - afirmou Wilson Witzel, governador do Rio de Janeiro e que participou do evento que definiu o Maracanã como sede.Wilson Witzel via...

  • Reino Unido e UE anunciam novo acordo para o Brexit
Reino Unido e UE anunciam novo acordo para o Brexit
18/10/2019/ 09:54:05

O Reino Unido chegou a um acordo com a União Europeia para o Brexit nesta quinta-feira,17, afirmou o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, poucas horas antes do início de uma cúpula dos líderes do bloco em Bruxelas.Separadamente, o primeiro-ministro britânico, Boris John...

  • Brasil cria 157,2 mil vagas no melhor setembro desde 2013
Brasil cria 157,2 mil vagas no melhor setembro desde 2013
18/10/2019/ 09:51:39

O Brasil criou 157.213 empregos com carteira assinada em setembro, segundo números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta quinta-feira, 17, pelo Ministério da Economia. O saldo é a diferença entre as contratações e a demissões. Em setembro, o país registrou 1.341.716 contratações e ...

  • Casa Branca admite troca de favores com governo da Ucrânia
Casa Branca admite troca de favores com governo da Ucrânia
18/10/2019/ 09:50:07

O chefe de gabinete da Casa Branca, Mick Mulvaney, admitiu nesta quinta-feira (17) que a ajuda militar dos Estados Unidos ofertada à Ucrânia teria ligação com o pedido do governo para o país europeu investigar "corrupção" atribuída a família Biden. Esta foi a primeira vez que a Casa Branca confirmou p...

  • Deputado do PSL quer criminalizar músicas
Deputado do PSL quer criminalizar músicas "ofensivas"
18/10/2019/ 09:48:39

Um projeto de lei em tramitação na Câmara dos Deputados transforma em crime com pena de até seis meses de prisão "qualquer estilo musical que contenha expressões pejorativas ou ofensivas". O texto, apresentado pelo deputado federal Charlles Evangelista (PSL-MG), enquadra para a aplicação da ...

  • Bruno Méndez e Marllon jogaram juntos pelo Corinthians por 67 minutos
Bruno Méndez e Marllon jogaram juntos pelo Corinthians por 67 minutos
18/10/2019/ 09:47:27

O Corinthians deve ter uma zaga inédita contra o Cruzeiro, neste sábado, pelo Campeonato Brasileiro. Com a suspensão de Gil e com Manoel impedido de jogar por ter vínculo com o time mineiro, Marllon e Bruno Méndez devem ser os zagueiros do Timão na 27ª rodada.A grande dificuldade será superar a f...