Noticias
Defesa Civil quer concluir contagem de casas atingidas em Brumadinho
  • Defesa Civil quer concluir contagem de casas atingidas em Brumadinho

Na terceira semana após a tragédia do rompimento da barragem Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG), a Defesa Civil de Minas Gerais busca concluir o levantamento de quantas casas foram atingidas pelo acidente. O boletim mais recente mostra que, além dos 165 mortos e dos 155 desaparecidos, 138 pessoas estão desabrigadas.

Essas famílias foram acomodadas em hotéis e pousadas de Brumadinho e cidades vizinhas, incluindo Belo Horizonte. A mineradora assumiu a responsabilidade pelo custo com essas hospedagens.

Na lsita de desabrigados estão moradores das comunidades Vila Ferteco, Córrego do Feijão e Parque da Cachoeira. A Agência Brasil pediu informações sobre o número de casas que foram destruídas, mas foi informada que o dado ainda não existe. "A individualização das residências atingidas está em andamento", informou a Defesa Civil.

De acordo com a prefeitura de Brumadinho, nem todos os desabrigados perderam suas casas. Há pessoas que foram acomodadas em hotéis e pousadas porque viviam na área que foi interditada após a tragédia ou por causa do mal cheiro provocado pela lama, entre outros motivos.

Pelos dados do município, cerca de 300 pessoas eram moradores do povoado de Córrego do Feijão. Nem todos precisaram deixar suas casas. Esse número inclui as pessoas que viviam na Vila Ferteco, que integra o povoado e é composta por poucas edificações.

Parque da Cachoeira, por sua vez, é um bairro de Brumadinho. No local, viviam aproximadamente 1,5 mil pessoas, segundo cálculos da prefeitura. O município informou que lá foi o local onde mais casas foram afetadas.

Vazamento
As causas do rompimento são investigadas em inquérito aberto pela Polícia Federal (PF). Houve oitivas e perícias no local do incidente. Em nota, a Polícia Federal informou que uma das linhas de apuração apontam para “a possibilidade de um acúmulo de água e saturação da barragem e para uma possível falha no sistema de drenagem como eventuais causas de saturação da barragem e de seu consequente rompimento".

Há quatro dias, a Vale também anunciou a contratação de quatro peritos externos para avaliar as causas técnicas do rompimento.

A barragem que se rompeu tinha capacidade para 12 milhões de metros cúbicos. Segundo a Vale, ela não recebia rejeitos desde 2014. De acordo com informações que a mineradora repassou à Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), cerca de 10 milhões de metros cúbicos vazaram após o rompimento. Outros 2 milhões de metros cúbicos se mantiveram no que restou do reservatório. Os dados revelam que a barragem estava no limite de sua capacidade.

Considerando as informações que a Vale encaminhou ao órgão ambiental, o volume da lama que vazou em Brumadinho é cerca de quatro vezes menor ao total estimado no rompimento da barragem da Samarco, ocorrido em novembro de 2015 no município de Mariana (MG). Na ocasião, 39 milhões de metros cúbicos se dissiparam pelo meio ambiente, causando 19 mortes e destruindo comunidades. Ficaram desabrigadas famílias dos distritos de Bento Rodrigues e Paracatu, em Mariana, e do distrito de Gesteira, na cidade de Barra Longa (MG).

Atraso
Na região de Mariana, após três anos do rompimento da barragem, os desabrigados aguardam solução sobre suas casas e vivem em imóveis alugados pela Fundação Renova, entidade criada conforme acordo firmado em maio de 2016 entre a Samarco, suas acionistas Vale e BHP Billiton, o governo federal e os governo de Minas Gerais e do Espírito Santo.

Cabe à Fundação Renova, com recursos das três mineradoras, reparar todos os danos causadas pela tragédia, o que inclui também a reconstrução das comunidades.

A conclusão das obras de reconstrução das comunidades de Bento Rodrigues, Paracatu e Gesteira, que foram desvatadas na tragédia de Mariana era prevista originalmente para este ano. No entanto, o início dos trabalhos atrasaram e a entrega não vai ocorrer antes de agosto de 2020.

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) chegou a ajuizar uma ação civil pública em que defende que as mineradoras devem indenizar os moradores pelos atrasos.


Hoje em Dia/Liberdade FM - Foto - Divulgação

12/02/2019/ 09:13:12
Outras Notícias
  • Perícia indica pagamentos de R$ 1,4 milhão da Odebrecht a Maia e ao pai, diz PGR
Perícia indica pagamentos de R$ 1,4 milhão da Odebrecht a Maia e ao pai, diz PGR
12/04/2019/ 08:42:05

Uma perícia feita nos sistemas internos da Odebrecht de registro de pagamento de propina mostraram execuções de pagamentos no valor de R$ 1,4 milhão a codinomes atribuídos ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e ao pai dele, o ex-prefeito do Rio e vereador César Maia (DEM).Segundo delatores, Rodrigo Maia e...

  • 18 medidas foram assinadas por Bolsonaro; saiba quais são
18 medidas foram assinadas por Bolsonaro; saiba quais são
12/04/2019/ 08:39:19

O presidente Jair Bolsonaro anunciou, nesta quinta-feira (11), 18 decretos e projetos relacionados às metas dos 100 primeiros dias do governo. A marca foi celebrada em cerimônia no Palácio do Planalto, na qual o presidente disse ter cumprido as 35 metas propostas por ele no início do mandato.Veja todo...

  • Por ordem de Bolsonaro, Petrobras desiste de aumentar preço do diesel
Por ordem de Bolsonaro, Petrobras desiste de aumentar preço do diesel
12/04/2019/ 08:36:36

A Petrobras desistiu na noite desta quinta-feira (11) do aumento do preço do diesel nas refinarias anunciado mais cedo. O recuo na decisão da companhia ocorreu após uma determinação do presidente Jair Bolsonaro. Para justificar a manutenção do preço, a estatal afirmou que há margem para postergar o aumento...

  • Suspeito de vender arma do massacre é vizinho de uma das vítimas
Suspeito de vender arma do massacre é vizinho de uma das vítimas
12/04/2019/ 08:35:00

A prisão de um dos suspeitos de vender a arma utilizada no massacre na Escola Estadual Professor Raul Brasil agravou ainda mais o quadro depressivo da sobrevivente Jenifer da Silva Cavalcante, de 16 anos.O mecânico de 47 anos mora no mesmo bairro da vítima do massacre. Ele foi preso na quarta-feira (1...

  • Tiroteio durante cortejo fúnebre de Nipsey Hussle deixa 1 morto
Tiroteio durante cortejo fúnebre de Nipsey Hussle deixa 1 morto
12/04/2019/ 08:33:26

Milhares de pessoas se despediram, na quinta-feira (11), em Los Angeles (Estados Unidos), do rapper Nipsey Hussle, assassinado a tiros, aos 33 anos, no dia 31 de março.O dia, que começou com a demonstração do grande respeito e carinho que a comunidade negra sentia pelo músico, terminou, no entanto, com um tirot...

  • Kim Jong-un endossa equipe de negociação com os Estados Unidos
Kim Jong-un endossa equipe de negociação com os Estados Unidos
12/04/2019/ 08:29:33

Kim Jong-un, líder da Coreia do Norte, foi reeleito presidente do principal órgão decisório do país em uma reunião parlamentar. A equipe que negocia com os Estados Unidos também foi nomeada.A escolha dos nomes que vão compor a Comissão de Assuntos do Estado aconteceu na sessão de abertura da nova Assembleia Popular ...