Noticias
Suspeito de vender arma do massacre é vizinho de uma das vítimas
  • Suspeito de vender arma do massacre é vizinho de uma das vítimas

A prisão de um dos suspeitos de vender a arma utilizada no massacre na Escola Estadual Professor Raul Brasil agravou ainda mais o quadro depressivo da sobrevivente Jenifer da Silva Cavalcante, de 16 anos.

O mecânico de 47 anos mora no mesmo bairro da vítima do massacre. Ele foi preso na quarta-feira (10), na casa dele, sob suspeita de ter vendido a arma aos assassinos.

Segundo Regiane de Jesus Cavalvante, mãe de Jenifer, a filha precisou de atendimento médico depois de saber que o suspeito é um vizinho. "Ela está ainda mais assustada. Não para de chorar e não dorme", conta.

Durante o atentado à Escola Estadual Professor Raul Brasil, a estudante se fingiu de morta e se jogou em cima da poça de sangue de uma das vítimas, mas terminou sendo pisoteada pelos outros alunos que fugiam. A ação terminou com dez pessoas mortas e 11 feridas.

Jenifer foi socorrida ao Hospital Luzia de Pinho Melo, onde passou por cirurgia para a retirada do apêndice e foi diagnosticada com inchaço nos rins. Ela ficou internada por sete dias depois, mas depois foi liberada para continuar o tratamento com remédios em casa.

"Desde o ocorrido estou correndo com ela para hospital. Eu tive que sair também do meu trabalho pois não posso deixar ela sozinha. Ela não consegue nem sair de casa sozinha", diz a mãe.

Segundo Regiane, a filha o conhecia de vista o mecânico e ficou apavorada quando soube pode ter envolvimento no massacre.

"O médico passou novos remédios para a depressão. Não está sendo fácil. Minha filha tinha uma vida super agitada, trabalhava, estudava, fazia um curso de gestão empresarial lá na Penha e, de repente, parou com tudo", conta.

Investigações

Desde o início das investigações, quatro pessoas foram detidas. Um menor de idade, de 17 anos, acusado pela Polícia Civil e o Ministério Público como mentor intelectual do crime, está em uma unidade da Fundação Casa desde o dia 19 de março. O advogado de defesa dele, Marcelo Feller, afirma que o cliente "fantasiou", mas não executou o crime.

O mecânico foi preso na noite desta quarta-feira na zona rural de Suzano. Para a Polícia Civil, ele participou da negociação da arma e munição que possivelmente foram utilizados no massacre.

Já na manhã desta quinta-feira (11), outros dois homens foram presos pelo mesmo também sob suspeita de vender arma e munição aos assassinos. Em entrevista coletiva, o delegado seccional de Mogi das Cruzes, Alexandre Barbosa Ortiz, disse que a negociação foi feita por meio de redes sociais.


G1/Liberdade FM - Foto - Divulgação

12/04/2019/ 08:35:00
Outras Notícias
  • Perícia indica pagamentos de R$ 1,4 milhão da Odebrecht a Maia e ao pai, diz PGR
Perícia indica pagamentos de R$ 1,4 milhão da Odebrecht a Maia e ao pai, diz PGR
12/04/2019/ 08:42:05

Uma perícia feita nos sistemas internos da Odebrecht de registro de pagamento de propina mostraram execuções de pagamentos no valor de R$ 1,4 milhão a codinomes atribuídos ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e ao pai dele, o ex-prefeito do Rio e vereador César Maia (DEM).Segundo delatores, Rodrigo Maia e...

  • 18 medidas foram assinadas por Bolsonaro; saiba quais são
18 medidas foram assinadas por Bolsonaro; saiba quais são
12/04/2019/ 08:39:19

O presidente Jair Bolsonaro anunciou, nesta quinta-feira (11), 18 decretos e projetos relacionados às metas dos 100 primeiros dias do governo. A marca foi celebrada em cerimônia no Palácio do Planalto, na qual o presidente disse ter cumprido as 35 metas propostas por ele no início do mandato.Veja todo...

  • Por ordem de Bolsonaro, Petrobras desiste de aumentar preço do diesel
Por ordem de Bolsonaro, Petrobras desiste de aumentar preço do diesel
12/04/2019/ 08:36:36

A Petrobras desistiu na noite desta quinta-feira (11) do aumento do preço do diesel nas refinarias anunciado mais cedo. O recuo na decisão da companhia ocorreu após uma determinação do presidente Jair Bolsonaro. Para justificar a manutenção do preço, a estatal afirmou que há margem para postergar o aumento...

  • Tiroteio durante cortejo fúnebre de Nipsey Hussle deixa 1 morto
Tiroteio durante cortejo fúnebre de Nipsey Hussle deixa 1 morto
12/04/2019/ 08:33:26

Milhares de pessoas se despediram, na quinta-feira (11), em Los Angeles (Estados Unidos), do rapper Nipsey Hussle, assassinado a tiros, aos 33 anos, no dia 31 de março.O dia, que começou com a demonstração do grande respeito e carinho que a comunidade negra sentia pelo músico, terminou, no entanto, com um tirot...

  • Kim Jong-un endossa equipe de negociação com os Estados Unidos
Kim Jong-un endossa equipe de negociação com os Estados Unidos
12/04/2019/ 08:29:33

Kim Jong-un, líder da Coreia do Norte, foi reeleito presidente do principal órgão decisório do país em uma reunião parlamentar. A equipe que negocia com os Estados Unidos também foi nomeada.A escolha dos nomes que vão compor a Comissão de Assuntos do Estado aconteceu na sessão de abertura da nova Assembleia Popular ...

  • Futuro governo no Sudão será 'civil', dizem militares
Futuro governo no Sudão será 'civil', dizem militares
12/04/2019/ 08:28:10

O Conselho militar de transição, que assumiu o poder no Sudão após a destituição do presidente Omar al-Bachir, garantiu nesta sexta-feira (12) que vai dialogar com todas "as entidades políticas" do país e que o futuro governo será civil. Omar al-Bashir, que ficou 30 anos no poder, foi destituído e preso na...