Noticias
Ministros com mandato de deputado são exonerados para votar a Previdência
  • Ministros com mandato de deputado são exonerados para votar a Previdência

Os ministros Onyx Lorenzoni, da Casa Civil, e Marcelo Álvaro Antônio, do Turismo, foram exonerados nesta terça-feira (9). Eles voltarão à Câmara dos Deputados para votar a proposta de reforma da Previdência. As exonerações foram publicadas no Diário Oficial da União.

O porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros, antecipou na segunda-feira (8) que os ministros de Estado que têm mandato na Câmara dos Deputados seriam exonerados temporariamente para que eles possam participar da votação em plenário.

Além de Lorenzoni e Marcelo Álvaro, o governo conta com mais dois ministros com mandato na Câmara: Tereza Cristina (Agricultura), que está em viagem ao Paraguai e será exonerada ao retornar ao Brasil, ainda nesta terça-feira, segundo a pasta; e Osmar Terra (Cidadania), que não voltará à Câmara porque o seu suplente, o deputado Darcísio Perondi (MDB-RS), é favorável à reforma.

Onyx e Tereza Cristina são filiados ao DEM; Antônio é filiado ao PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro; e Terra é do MDB.

"Os ministros que têm mandato já estão liberados para participar da votação. O presidente entende que a presença deles em plenário há de reforçar a presença do governo em plenário", disse o porta-voz durante o briefing diário à imprensa no Palácio do Planalto.

As assessorias de Onyx Lorenzoni, Tereza Cristina e Marcelo Álvaro Antônio confirmaram que os ministros deixariam temporariamente o cargo para participar da votação.

O suplente de Onyx é o deputado Marcelo Brum (PSL-RS); a suplente de Tereza Cristina é a deputada Bia Cavassa (PSDB-MS) e o suplente de Álvaro Antônio é Enéias Reis (PSL-MG).

Durante a votação na comissão especial da reforma da Previdência, PSL, MDB e PSDB votaram favoravelmente à proposta.

Exoneração de Onyx Lorenzoni — Foto: Reprodução / Diário Oficial da UniãoExoneração de Onyx Lorenzoni — Foto: Reprodução / Diário Oficial da União

Exoneração de Onyx Lorenzoni — Foto: Reprodução / Diário Oficial da União

Exoneração de Marcelo Henrique Teixeira, conhecido por Marcelo Álvaro antônio — Foto: Reprodução / Diário Oficial da UniãoExoneração de Marcelo Henrique Teixeira, conhecido por Marcelo Álvaro antônio — Foto: Reprodução / Diário Oficial da União

Exoneração de Marcelo Henrique Teixeira, conhecido por Marcelo Álvaro antônio — Foto: Reprodução / Diário Oficial da União

Porta-voz diz que governo confia em aprovação

Na conversa com a imprensa, o porta-voz da Presidência ressaltou a confiança do governo na aprovação da proposta de reforma da Previdência.

Segundo Rêgo Barros, nas conversas que ministros mantiveram com deputados, o clima é de confiança na aprovação da PEC na Câmara ainda nesta semana.

"O presidente [da Câmara] Rodrigo Maia está confiante que os dois turnos de votação no plenário sejam concluídos ainda nessa semana", disse o porta-voz.

Sobre eventuais mudanças que o governo desejaria no relatório que será votado, o porta-voz repetiu o que tem dito nos últimos dias. Segundo ele, apesar de o presidente ter suas "percepções pessoais" sobre pontos que poderiam ser aperfeiçoados, Bolsonaro entende que a responsabilidade é do Congresso Nacional.

Questionado especificamente sobre mudanças para flexibilizar a aposentadoria de integrantes de carreiras policiais, que Bolsonaro defendeu publicamente, Rêgo Barros afirmou que, apesar de o presidente entender as "peculiaridades" dessas carreiras, ele defende que cada deputado vote de acordo com a sua consciência.

"O presidente gostaria de ratificar a importância que ele atribui ao trabalho dos órgãos de segurança pública, em especial aos órgãos de segurança federais, ele entende as suas peculiaridades, até porque as vivencia também em família e pelo conhecimento de quase 28 anos de mandato, mas ele também entende que o Congresso tem neste momento o condão para decidir o que é melhor sob o ponto de vista da casa que legisla para que a nova Previdência seja o mais rápido possível aprovada", afirmou.

"O presidente tem as suas percepções pessoais, mas entende que, neste momento, [mudar o relatório] é de responsabilidade da Câmara", concluiu o porta-voz.


G1/Liberdade FM - Foto - Divulgação

09/07/2019/ 09:38:22
Outras Notícias
  • Câmara aprova versão desidratada de pacote anticrime de Moro
Câmara aprova versão desidratada de pacote anticrime de Moro
05/12/2019/ 10:49:18

Após dez meses de negociações, a Câmara aprovou nesta quarta-feira, 4, o texto-base do pacote anticrime do ministro da Justiça, Sérgio Moro, desidratado e sem as principais propostas apresentadas pelo ex-juiz da Lava Jato em fevereiro. A votação é uma derrota para Moro e para a "ba...

  • Premiê japonês apresenta plano de US$ 120 bi para evitar recessão
Premiê japonês apresenta plano de US$ 120 bi para evitar recessão
05/12/2019/ 10:42:33

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, apresentou nesta quinta-feira um grande plano de recuperação econômica dotado com 13 trilhões de ienes (cerca de US$ 120 bilhões) para evitar que o país entre em recessão em 2020.Quase metade dos investimentos públicos será destinada ao reparo e modernização de infraestrutur...

  • Alvo de piadas, Trump deixa mais cedo a cúpula da Otan
Alvo de piadas, Trump deixa mais cedo a cúpula da Otan
05/12/2019/ 10:41:09

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, cancelou abruptamente uma entrevista e foi embora mais cedo da reunião de cúpula da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) na quarta-feira (4), que aconteceu em Londres.Trump anunciou em uma rede social que iria embora mais cedo: “Quando os encontros...

"Eduardo é um dos líderes da milicia digital", ataca Joice
05/12/2019/ 10:39:06

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) apontou o colega de Câmara Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) como um dos líderes do que chamou de "milícia digital" para apoiar o governo Bolsonaro e criticar opositores. A declaração foi dada durante a CPI das Fake News, nesta quarta-feira (04). Aliada ...

  • Senado aprova nova Previdência e aumento para militares
Senado aprova nova Previdência e aumento para militares
05/12/2019/ 10:36:37

O plenário do Senado aprovou em votação simbólica, nesta quarta-feira, 4, o projeto de reforma na aposentadoria dos militares das Forças Armadas, policiais militares e bombeiros. O texto também trata da reestruturação das carreiras militares. Agora, segue para sanção do presidente da República.A ...

  • TV argentina crava Sampaoli no Brasil; 3 clubes disputam
TV argentina crava Sampaoli no Brasil; 3 clubes disputam
05/12/2019/ 10:35:06

Especulado no Racing, o atual treinador do Santos, Jorge Sampaoli, não deve retornar ao futebol argentino. Segundo o canal TNT Sports, o comandante seguirá no Brasil e estuda propostas de Palmeiras e Flamengo para a temporada 2020, além de analisar a chance de seguir no próprio time alv...