Noticias
Gilmar diz que Lula não tem direito de recusar semiaberto
  • Gilmar diz que Lula não tem direito de recusar semiaberto

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes voltou a criticar a Operação Lava Jato e defendeu um combate à corrupção "sem personalismo" no País. Em entrevista nesta segunda-feira, 7, a jornalistas no programa Roda Viva, da TV Cultura, Gilmar disse que os membros da operação usaram a opinião pública para criticar decisões do Supremo que foram de encontro aos interesses de procuradores e apontou "abusos" da força-tarefa. Ele afirmou ainda que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não tem o direito de recurar o regime semiaberto.


"A Lava Jato tem melhores publicitários do que juristas, eles usam isso", alfinetou Gilmar. "Eu torço não só para a Lava Jato, para todas as operações, para que de fato nós continuemos combatendo a corrupção, agora sem esse personalismo, sem a necessidade, talvez, de forças-tarefa."


Como exemplo de abuso de autoridade, Gilmar citou mais de uma vez o caso do auditor fiscal Marco Aurélio Canal, da Receita Federal, preso na última quarta-feira, 2 acusado de cobrar propinas de réus e delatores da Lava Jato em troca de suspensão de multas do Fisco. Em mais de uma oportunidade, o ministro o citou como o responsável por elaborar o dossiê dados fiscais seus e de sua mulher, Guiomar Feitosa. O ministro também criticou o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava Jato, que tem sido acusado de atuação ilegal na condução da operação por suposto uso de provas ilegais e vazamentos à imprensa, além de conversas sobre a estratégia da operação com o então juiz Sergio Moro.

"É preciso que de fato essas pessoas (procuradores) cumpram a lei, sejam servos da lei, que não exorbitem", disse o ministro. "O Ministério Público assumiu feições soberanas, e isso é um problema."

Rodrigo Janot

Gilmar falou brevemente, no início do programa, sobre a revelação pelo ex-procurador geral da República Rodrigo Janot de que teria planejado matá-lo a tiros dentro do próprio STF. O ministro diz que, ao saber do plano, sentiu "uma pena enorme das instituições brasileiras".

"Quando a gente imagina que a procuradoria estaria, agora, entregue em mãos de alguém que pensava em faroeste ou coisa do tipo, isso realmente choca e dá pena de ver como nós degradamos nossas instituições, como se fizeram escolhas tão desastradas", disse o ministro.

Lula

Questionado sobre a decisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso e condenado na Lava Jato, de recusar o regime semiaberto, o ministro disse que o petista "não tem esse direito, a rigor". Ele considerou que o ex-presidente só poderia questionar o regima nos tribunais caso houvesse "imposição ou uma condição ilegítima". No entanto, Gilmar disse que estranhou a posição de procuradores da Lava Jato no caso.

"O que me chamou atenção nesse episódio foi alguns procuradores oferecerem o regime semiaberto ao Lula", disse. "Nunca foram garantistas, mas agora se convenceram. E se convenceram porque era conveniente."

Gilmar foi questionado sobre sua decisão de impedir a posse de Lula como ministro da Casa Civil em 2016, quando foi indicada pela então presidente Dilma Rousseff. Apesar de questionar a atuação de Moro no episódio, o ministro não chegou a admitir que hoje sua decisão seria diferente.

"Teria de meditar bastante sobre esse assunto. De fato, foi uma situação muito específica", ponderou. "Tenho muito mais dúvidas do que certezas, e lamento muito essa manipulação, essa ideia de 'vazo isso e não vazo aquilo'."

Portal Terra/Liberdade FM - Foto - Divulgação

09/10/2019/ 10:49:10
Outras Notícias
  • Senado aprova projeto que obriga plano de saúde a cobrir Covid-19
Senado aprova projeto que obriga plano de saúde a cobrir Covid-19
21/05/2020/ 10:01:45

o de saúde a dar cobertura para tratamento da covid-19Pela proposta, seguradoras também terão de cobrir casos de morte provocada pelo coronavírus. Texto foi aprovado por unanimidade e seguirá para votação na Câmara.Por Sara Resende, TV Globo  Atualizado há 12 horasO Senado aprovou por unanim...

  • Caixa paga hoje novos lotes de R$ 600; veja quem recebe
Caixa paga hoje novos lotes de R$ 600; veja quem recebe
21/05/2020/ 09:54:37

A Caixa Econômica Federal (CEF) credita nesta quinta-feira (21) novos lotes do Auxílio Emergencial, tanto da primeira parcela, para novos aprovados, quanto da segunda, para quem recebeu a anterior até 30 de abril.Veja quem recebe nesta quinta:Segunda parcela: 5,3 milhões trabalhadores inscritos no Cad...

  • Mario Frias aceita convite de Bolsonaro para assumir Cultura
Mario Frias aceita convite de Bolsonaro para assumir Cultura
21/05/2020/ 09:52:13

O ator e apresentador Mario Frias aceitou o convite do presidente Jair Bolsonaro para assumir a Secretaria Especial de Cultura na noite desta quarta-feira. Ele substituirá a atriz Regina Duarte, que ficou pouco mais de dois meses na função e irá comandar a Cinemateca, em São Paulo.A informação do "sim" dito por Fria...

  • Paulo Marinho depõe por cinco horas e, ao sair, alega sigilo
Paulo Marinho depõe por cinco horas e, ao sair, alega sigilo
21/05/2020/ 09:50:29

O depoimento foi prestado a delegados da PF e procuradores do Ministério Público Federal. Enquanto os policiais reabriram um procedimento antigo sobre o suposto vazamento da operação Furna da Onça, o MPF abriu um inquérito a partir das declarações do empresário."Para não prejudicar as investigações, não posso dar ne...

  • Lula pede desculpas após fala polêmica sobre o coronavírus
Lula pede desculpas após fala polêmica sobre o coronavírus
21/05/2020/ 09:49:19

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi às redes sociais para pedir desculpas por uma declaração que deu sobre a pandemia do coronavírus em uma entrevista à revista Carta Capital, divulgada nesta terça-feira (19). Durante a conversa, que foi gravada em vídeo, o petista chegou a di...

  • Governo adia o Enem e embaralha o calendário universitário
Governo adia o Enem e embaralha o calendário universitário
21/05/2020/ 09:47:43

.Fuvest e UnicampVestibulares como os da Fuvest, que seleciona os candidatos para a Universidade de São Paulo (USP), e da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), por exemplo, utilizam o Enem para preencher parte de suas vagas. Segundo o reitor da Unicamp, Marcelo Knobel, o calendário ainda será discutido na ins...