Noticias
Maia proíbe auxílio-mudança a deputados reeleitos
  • Maia proíbe auxílio-mudança a deputados reeleitos

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), restringiu o pagamento de um benefício que ajuda a engordar o contracheque de deputados. A partir de agora, parlamentares reeleitos ou que já morem no Distrito Federal não poderão mais receber o auxílio-mudança, que equivale a um salário a mais - R$ 33,7 mil. Os demais, no entanto, continuarão a receber.


O dinheiro "extra" serve para custear gastos com transporte e outras despesas referentes à mudança do parlamentar para Brasília e é pago duas vezes: uma no início e outra no fim do mandato. O "penduricalho" está previsto em um decreto de 2014 e também existe no Senado.

O texto, no entanto, não trazia qualquer restrição para deputados e senadores reeleitos receberem duas vezes a ajuda de custo, uma ao deixar o antigo mandato e outra ao assumir o novo. Com isso, parlamentares que continuavam no Congresso poderiam levar, cada um, um total de R$ 67.526, além do salário. Também não havia restrição a quem já é do Distrito Federal e, na prática, não precisa mudar de cidade para exercer o mandato em Brasília.

Estadão mostrou no fim de 2018 que a Câmara e o Senado gastariam R$ 20 milhões com auxílio-mudança pagos a 298 deputados e senadores reeleitos em outubro daquele ano. Os valores eram referentes à ajuda de custo para início e fim de mandato. Após a reportagem, ao menos quatro parlamentares abriram mão do benefício.

O ato da Mesa Diretora que restringe o pagamento é de 1º de setembro, mas só foi divulgado no último sábado, 12. O texto também veta a ajuda de custo pago no fim do mandato a deputados que não fiquem ao menos seis meses no cargo.

"Não parece razoável que se pague ajuda de custo aos deputados que venham exercer o mandato parlamentar apenas por poucos dias, mormente porque nesses casos não existe uma efetiva mobilização para o exercício do mandato. Nesse sentido, a administração da Casa já não paga a ajuda de custo aos deputados que assumem o mandato apenas durante o recesso parlamentar", diz o texto do ato.

A medida ocorre ao mesmo tempo em que a Câmara discute uma reforma administrativa, em que pretende cortar cargos de servidores e reestrutura carreiras. Como mostrou o Estadão nesta terça-feira, a previsão é de que a Casa economize de R$ 440 milhões por ano. Essas mudanças, no entanto, não atingem os deputados.

Portal Terra/Liberdade FM - Foto - Divulgação

16/09/2020/ 09:22:41
Outras Notícias
  • Dono de empresa que quer assumir TikTok nos EUA é amigo de Trump
Dono de empresa que quer assumir TikTok nos EUA é amigo de Trump
23/09/2020/ 09:54:22

Com a "novela" entre o aplicativo chinês TikTok e os Estados Unidos, o nome da americana Oracle começou a ser ligado ao popular aplicativo de vídeos.A companhia apareceu como uma das interessadas na compra de parte do app desde que o presidente dos EUA, Donald Trump, emitiu uma ordem executi...

  • Câmara aprova projeto de lei que aumenta validade da CNH
Câmara aprova projeto de lei que aumenta validade da CNH
23/09/2020/ 09:48:03

A Câmara dos Deputados aprovou, na tarde desta terça-feira (22/09),  o projeto de lei que aumenta para até 10 anos o prazo máximo de validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Em seu relatório, o deputado Juscelino Filho (DEM-MA), relator do texto, manteve a maioria das alterações feitas pelo Senado, c...

  • Parlamentares repercutem discurso de Bolsonaro na ONU
Parlamentares repercutem discurso de Bolsonaro na ONU
23/09/2020/ 09:45:11

O discurso do presidente Jair Bolsonaro na 75ª Assembleia-Geral das Nações Unidas repercutiu entre a classe política brasileira. Parlamentares governistas e de oposição vieram a público comentar pontos abordados pelo presidente, como a questão dos incêndios florestais na Amazônia e no Pantanal.Governistas viram...

  • Heleno ameaça retaliação contra países que boicotarem Brasil
Heleno ameaça retaliação contra países que boicotarem Brasil
23/09/2020/ 09:43:05

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, afirmou nesta terça-feira que a possibilidade de retaliar países que boicotarem produtos brasileiros em função da situação ambiental no país pode estar na mira do governo.Em entrevista à Rádio Bandeirantes, Heleno voltou a criticar a reação inte...

"Governo ignorou a ciência e desprezou a vida", diz Lula
23/09/2020/ 09:41:15

Poucas horas depois de o presidente Jair Bolsonaro falar que seu governo é vítima de uma campanha nacional de desinformação na abertura da Assembleia-Geral da ONU, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez seu próprio 'discurso' à entidade em um canal do YouTube.Falando como se fosse o presidente do Br...

"Governo ignorou a ciência e desprezou a vida", diz Lula
23/09/2020/ 09:41:09

Poucas horas depois de o presidente Jair Bolsonaro falar que seu governo é vítima de uma campanha nacional de desinformação na abertura da Assembleia-Geral da ONU, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez seu próprio 'discurso' à entidade em um canal do YouTube.Falando como se fosse o presidente do Br...